Sugestão de leitura
Em Realidade
 
Realidade
 
Editada pela Abril, Realidade é certamente a mais aclamada revista brasileira de reportagens. Lançada em abril de 1966, dois anos após o golpe militar, seguia a tendência do new journalism norte-americano no qual o repórter procurava vivenciar a situação e escrevia de maneira mais literária.

Era encabeçada por Paulo Patarra, redator-chefe, e Sérgio de Souza, editor de texto, que ficariam na revista até o final de 1968, quando é decretado o AI-5, e seriam responsáveis por sua melhor fase.

Mensal, a revista não fazia coberturas nem utilizava expedientes comuns a periódicos mais ágeis como jornais diários ou revistas semanais. Realidade mergulhava em reportagens de fôlego e privilegiava matérias sobre comportamento, saúde, ciência e religião, sempre provocando o debate sobre temas tabus.

No primeiro número, trazia na capa o jogador Pelé sorrindo e tendo na cabeça o busby usado pelos guardas da Rainha Elizabeth. Era uma alusão à possibilidade (não realizada) de o Brasil vir a ser tri-campeão na Copa da Inglaterra, que aconteceria naquele ano.

A possibilidade de uma viagem à Lua, uma longa narração de Carlos Lacerda sobre as revoluções brasileiras, a atuação dos pracinhas brasileiros em São Domingos e um depoimento da atriz Ingrid Thulin sobre como o sexo e o amor eram vistos pelas suecas eram outros destaques da primeira edição.

Curiosidades: No final de 1965, foram impressos cinco mil exemplares de uma edição experimental de Realidade, distribuída entre autoridades, anunciantes e um grupo de leitores em potencial.

No primeiro número, com Pelé, havia um anúncio da própria revista, na página 7, no qual se lia: “Infelizmente esgotou-se o primeiro número de Realidade”. É bem possível que isso aconteça, dentro de poucos dias. Portanto, depois de ler êste exemplar, guarde-o com cuidado. E guarde os outros, de todos os meses, para formar a coleção de REALIDADE. Ou você ainda não havia pensado em colecionar a mais importante revista brasileira?

 
Retorna à página da área NÚMERO 1
 

Título
Realidade

Lançamento
Abril de 1966

Número de páginas
140